Apresentação OLEE

OLEE – Oficinas de Línguas Estrangeiras na Escola

Coordenação geral do Projeto: Profa. Dra. Veridiana Aderaldo Skocic

Justificativa:

A escola deve se configurar como espaço de construção de conhecimentos, de luta contra as exclusões, de integração dos brasileiros e de construção da cidadania. A educação dispensada na escola deve primar pela qualidade, garantindo as aprendizagens essenciais para a formação de cidadãos autônomos que atuem na sociedade de forma crítica e participativa. Nesse âmbito, as línguas estrangeiras se apresentam como ferramentas importantes para o engajamento discursivo dos alunos. 

O Projeto Oficinas de Línguas Estrangeiras na Escola - OLEE - oferece cursos de línguas estrangeiras que não façam parte da grade curricular das escolas que participam do projeto, no ciclo para o qual são oferecidos. Dessa forma, o OLEE colabora na ampliação do leque de possibilidades de aprendizado de línguas estrangeiras, favorecendo o acesso democrático aos conhecimentos diversificados que, muitas vezes, ficam circunscritos a grupos sociais cujo poder aquisitivo permite incluí-los na formação dos indivíduos. Esse projeto também promove a sensibilização para o estudo de línguas estrangeiras nos primeiro e segundo ciclos do ensino fundamental nos quais a língua estrangeira não faz parte da grade curricular. Da mesma forma, o projeto é desenvolvido nos terceiro e quarto ciclos com línguas estrangeiras que não façam parte da grade curricular, ainda que venham a fazê-lo no ensino médio. Ainda nesse viés, o OLEE pode colaborar com o processo de construção de conhecimentos em línguas estrangeiras através da ênfase em sala de aula das habilidades comunicativas que, geralmente, a escola não privilegia, ou seja: produção oral e escrita e compreensão oral.

Objetivos: 

Eixo 1 

• Ampliar as possibilidades de oferecimento de ensino de línguas estrangeiras às comunidades escolares; 

• Sensibilizar o alunado ao ensino sistemático de línguas estrangeiras; 

• Complementar o processo de construção de conhecimentos em línguas estrangeiras, focalizando o ensino nas 3 habilidades comunicativas geralmente menos desenvolvidas na escola (compreensão oral e produção oral e escrita); 

• Colaborar com a execução dos Projetos Político-Pedagógicos das escolas através de parcerias entre a escola e a Universidade. 

Eixo 2 

• Ampliar as possibilidades de estágios dos futuros professores de línguas estrangeiras.

Público-alvo: 

• Alunos do ensino fundamental de escolas do Rio de Janeiro.

Número de alunos atendidos (em média): 

Aproximadamente 100 alunos, sendo estes provenientes das comunidades interna e externa.

Membros da comunidade interna: 

• Licenciandos do ILE;

• Alunos do Colégio de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira.

 

 

Outras Informações